O cálculo do retorno financeiro pode ser calculado de diversas formas e deve ser congruente o tipo de ativo, horizonte de investimento e objetivos financeiros do investidor. 


Dentro do universo de empresas unlisted (não negociadas em bolsa de valores), como startups, pequenas e médias empresas, recomendamos o retorno bruto: a somatória dos valores das suas participações em cada um de seus investimentos dividido pela somatória do capital investido neles. Em inglês, ele é conhecido como cash multiple ou retorno cash-on-cash e busca representar quantas vezes o seu investimento valorizou em relação ao montante investido. Um retorno bruto de 2x significa que o seu portfólio vale, no papel, o dobro do que você investiu nele. 


O retorno bruto é bastante utilizado em situações onde o investidor tem o objetivo de auferir um alto retorno financeiro para compensar os riscos envolvidos. Startups, pequenas e médias empresas são alocação de alto risco devido a alta taxa de mortalidade, limitado acesso à informação e iliquidez. Nestes casos, o investidor não almeja retornos financeiros como os buscados em aplicações de renda fixa ou bolsa de valores. Aqui, faz pouco sentido saber se seu retorno foi de 10% ou 15% ao ano. Você busca multiplicar seu capital em 4x, 5x ou até mesmo 10x. Fundos de venture capital e private equity são grandes adeptos do uso do retorno bruto para mensurar sua performance.